17 de fevereiro de 2018

Assembleia Municipal aprova por unanimidade Moção apresentada pelo PS

Árvores Fechadas: unidade e ação municipal

A Assembleia Municipal de Marvão, consciente da importância natural e cultural da Alameda de Freixos na Estrada Nacional 246-1 (Escusa/Portagem), conhecida como Árvores Fechadas, cartão de visita do concelho de Marvão e reconhecida a nível internacional, vem desta forma marcar uma posição para reforçar a coesão de esforços na defesa deste património.

Os acontecimentos desde o dia 13 de fevereiro de 2017 até hoje são extensos e revelam essencialmente duas coisas: é necessária unidade municipal em torno da defesa das Árvores Fechadas, para isso é indispensável haver liderança; é igualmente fundamental haver ação consequente e para isso é imperioso haver força política.

Neste sentido a Assembleia Municipal vem recomendar à Câmara Municipal que:

  1. promova as ações necessárias para a poda, rega gota-a-gota e replantação de Freixos;
  2. mobilize a verba relativa aos estudos de arboricultura para iniciar um projeto de uma via alternativa a apresentar às entidades competentes;
  3. exerça os esforços necessários para assegurar a classificação como património de interesse municipal, conforme deliberado em  reunião de Câmara Municipal de 20 de fevereiro de 2017.
  4. não excluam nem omitam informação, em qualquer fase do processo, à Junta de Freguesia de São Salvador da Aramenha.

No mesmo sentido, mas direcionado às entidades competentes, a Assembleia Municipal de Marvão solicita que:

  1. seja respeitado o espírito da audição da petição “Vamos salvar as Árvores Fechadas”, na Assembleia da República a 17 de maio de 2017, e se inicie o processo tendo em vista a viabilização da construção da via alternativa às Árvores Fechadas;
  2. os trabalhos de intervenção nas Árvores Fechadas tenham sempre presente a sua singularidade e seja assegurada toda a informação possível à população;
  3. seja reconhecido rapidamente valor patrimonial e cultural daquele espaço, através do processo de classificação como património de interesse municipal.
  4. não seja abatida mais nenhuma árvore sem prévio aviso aos Órgãos das Autarquias Locais (Assembleia Municipal, Câmara Municipal e Juntas de Freguesia) de tal facto, sinalizando a intervenção e as datas previstas para  a mesma.

Por tudo isto ser uma preocupação primordial no concelho de Marvão, a Assembleia Municipal, deliberou no dia 16 de fevereiro de 2018 aprovar este texto por unanimidade e enviá-lo às entidades competentes, reforçando a unidade municipal em torno do tema e exigindo ação na defesa das Árvores Fechadas.


Recomendação a enviar:
Câmara Municipal de Marvão.

Moção a enviar:
Presidente da República;
Presidente da Assembleia da República;
Primeiro-Ministro;
Ministro do Planeamento e das Infraestruturas;
Todos os grupos Parlamentares da Assembleia da República;
Deputados pelo Círculo de Portalegre;
CCDR Alentejo;
CIMAA – Conselho Intermunicipal;
Assembleia Intermunicipal - CIMAA;
ICNF, I.P.;
Direção Regional de Cultura do Alentejo;
Infraestruturas de Portugal, I.P.; e Comunicação Social.

5 de fevereiro de 2018

Reunião de Câmara - 5/2/2018



PRESIDENTE DA CÂMARA REPROVA, APÓS QUESTÃO DO PS, RESPOSTA DE VICTOR FRUTUOSO ACERCA DAS ÁRVORES FECHADAS DURANTE O HORÁRIO DE TRABALHO.

Na reunião de Câmara de hoje os vereadores do Partido Socialista confrontaram o Presidente da Câmara Municipal, Luís Vitorino, relativamente à forma das declarações de Victor Frutuoso sobre as Árvores Fechadas; Luís Vitorino reprovou as palavras do seu antecessor durante o horário de trabalho na autarquia.

Noutro âmbito, na discussão de assuntos ligados à Proteção Civil, os eleitos do PS, recomendaram uma campanha de comunicação e sensibilização junto da população para as limpezas florestais.

Nesta reunião os vereadores do PS, Jorge Rosado e Cristina Novo, fizeram jus ao lema do PS em Marvão: "Continuamos a trabalhar para dar + a Marvão!"

29 de janeiro de 2018

INÉRCIA - TÚNEL DAS ÁRVORES FECHADAS



Os Marvanenses não têm memória curta e por essa razão conhecem bem a história e os seus protagonistas, desde o dia 13 de fevereiro de 2017 até aos dias de hoje, na extensa "novela" das Árvores Fechadas. Os eleitos do Partido Socialista no Governo, Assembleia da República, Câmara Municipal e Juntas de Freguesia representam os interesses das populações e do seu território e não os interesses pessoais.
Neste sentido, estes eleitos não vão responder directamente ao engenheiro técnico do Município de Marvão - Victor Frutuoso - sujeito aos princípios de isenção e imparcialidade, que, utilizando o horário de trabalho, quis "reescrever a história" no seu facebook pessoal, transformando um assunto que deveria ser de unidade municipal, numa arma de disputa politica.

Na sequência destas declarações do Eng. técnico Victor Frutuoso, funcionário do Município, ex-presidente, ex-chefe de gabinete e candidato a vereador - não eleito - pelo PSD, vimos esclarecer:

1. Esta deveria ser uma causa de todos; sem fugir ao debate político estamos empenhados, desde fevereiro de 2017, em transformar este assunto numa luta de todas as forças políticas do Concelho de Marvão. Com este intuito patrocinamos e divulgamos a iniciativa de cidadania - Petição Pública: VAMOS SALVAR AS ÁRVORES FECHADAS - MARVÃO - cujo 1.º subscritor foi o ex-Presidente do Município, António Moura Andrade. Nessa altura, Eng. Victor Frutuoso não quis assinar essa petição que contou com mais de 2000 subscritores, e resolveu criar outra petição que só teve 1 subscritor (ele próprio). E quando foi chamado para defender a "sua" petição na Assembleia da República fez o mesmo que na reunião de Câmara sobre o Castelo ou na Assembleia municipal sobre o projecto florestal da Junta do Salvador...Faltou!

2. O relatório da audiência, a 17 de maio de 2017, na Assembleia da República reflecte o compromisso do Governo e do Deputado Luís Moreira Testa para procurar soluções sustentáveis para a Alameda de Freixos na E 246-1.

3. Esta deveria ser uma discussão técnica e política. O assunto é de iminência técnica mas é necessária a componente política para gerar a acção identificada pelos técnicos. Por muito que custe ao Eng. Victor Frutuoso, como funcionário do Município de Marvão, terá de respeitar aquilo que a Câmara Municipal delibere sobre o assunto e não deve emitir opiniões técnicas sem respeitar as hierarquias, muito menos em horário de expediente. Ainda neste campo, o dossier das Árvores Fechadas já se assemelha a outros conhecidos até aqui: estudos atrás de estudos e nada de acções pro-activas e preventivas.

4. No mandato anterior foi aprovada uma proposta do Partido Socialista para a classificação cultural do Túnel das Árvores Fechadas, proposta essa que foi aprovada por unanimidade. Oito meses depois esse dossier deu entrada para apreciação e enquanto todos lutamos pela sua aprovação, o Eng. Victor Frutuoso vem dizer que esse é um processo burocrático que não vai manter o património em causa; curiosamente nunca teve, quando tinha responsabilidade na matéria, uma única ideia para travar estas intervenções.

5. Já durante o actual mandato os eleitos do Partido Socialista na Câmara, a 20 de novembro, propuseram a poda, réga gota-a-gota e replantações de Freixos. Para além destas propostas, apresentaram também pedidos de esclarecimento e acompanharam sempre o processo no terreno, juntamente com os eleitos da Junta de Freguesia de São Salvador da Aramenha.

6. O Eng. Victor Frutuoso, que tanto criticou a atitude dos seus antecessores, continua a querer governar o Município, esquecendo-se que houve eleições no dia 1 de outubro de 2017, nas quais a população do Concelho de Marvão não o elegeu;

7. O Eng. Vitor Frutuoso vive amargurado por ninguém lhe ter feito uma homenagem pública no final do mandato ou qualquer outro evento de agradecimento. Pois bem, o Partido Socialista agradece os seus préstimos durante 12 anos à frente da Câmara Municipal, mas pedimos que se concentre no seu papel de engenheiro técnico do Município. Teríamos todos a ganhar!

Por fim, informamos toda a população que os Eleitos do Partido Socialista vão continuar, como até aqui, a lutar pela defesa das Árvores Fechadas, independentemente do mediatismo que o assunto possa ter.

A Concelhia do Partido Socialista

26 de janeiro de 2018

PS dirige pergunta à Direção Regional de Cultura - Classificação das Árvores Fechadas

O Partido Socialista dirigiu hoje uma questão à Direção Regional de Cultura do Alentejo relativamente ao processo de classificação da Alameda de Freixos das Árvores Fechadas como Património de Interesse Municipal.

Esta classificação, proposta pelo Partido Socialista a 20 de fevereiro de 2017, será determinante para a salvaguarda deste património natural, paisagístico e cultural do Concelho de Marvão.



Consulte a proposta aqui: http://partidosocialista-marvao.blogspot.pt/2017/02/vereador-do-ps-apresenta-proposta-para.html

24 de janeiro de 2018

INTERVENÇÃO DE JORGE MARQUES NAS COMEMORAÇÕES DOS 120 ANOS DA RESTAURAÇÃO DO CONCELHO



Caros Marvanenses,

Comemoramos hoje os 120 anos da restauração do nosso concelho.

Data assinalável por restaurar um concelho que durante séculos esteve na primeira linha da defesa da entidade nacional. É também um sinal que identifica, une e liberta um conjunto de homens e mulheres num determinado território, com uma identidade especifica: o concelho de Marvão!

É, assim, dia de festa; mas também dia de reflexão:

- somos, como agora se diz, um território de baixa densidade…forma suave de dizer que somos poucos, e que as oportunidades são seguramente, mais raras, aqui que noutros locais;

- a descentralização vai acontecer mais dia menos dia, mas não podemos permitir que se torne uma oportunidade para novos centralismos, pois isso, não só manterá o nosso atraso, como dificultará o nosso desenvolvimento;

- há ainda a questão da equidade: no distrito de Portalegre, em que a baixa densidade se repete, é exigível que sejamos pelo menos tratados de forma a outros em circunstâncias semelhantes: na saúde, nas acessibilidades, na mobilidade, entre tantas outras áreas em que somos carenciados.

Temos assim que ser exigentes connosco próprios, e usar o que nos distingue, para nos unirmos na defesa do interesse e do bem comum!

Neste ano, que é também, o ano Europeu do Património Cultural, Marvão com as riquezas espalhadas pelo seu concelho, de que é exemplo o local em que nos encontramos, entre tantos outros; com as actividades culturais que são reconhecidas, de que destaco, entre outras, o Festival Internacional de Musica de Marvão, mas também com as actividades de outra natureza, de inúmeros empresários locais, de diversas entidades na área social, de cada um dos marvanenses, devemos refletir e empenhar os nossos esforços, na procura do bem estar da nossa comunidade, valorizando aquilo que nos une (entre muitos outros exemplos, e para não repetir as referências já feitas, a questão ainda por resolver do edifício dos Olhos-de-água), e lutando, por aquilo que merecemos enquanto comunidade, lutando pela garantia das condições de vida dos nosso co-cidadãos, em nome da memória de todos os que contribuíram para a restauração do concelho, mas, principalmente em nome de um futuro sustentável para os nossos filhos e netos!

Assim terá valido a pena restaurar o Concelho de Marvão!

Viva Marvão!

NOTA DE PESAR - AMÉRICO PIRES


Nesta dia triste, em nome do Partido Socialista de Marvão, apresentamos as nossas mais sinceras condolências à família e amigos de Américo Pires, conhecido pelo seu táxi e ex-autarca no concelho de Marvão.

NOTA DE PESAR - LEONEL CARRILHO


O Partido Socialista de Marvão apresenta os seus votos de pesar e sentidas condolências à família e amigos de Leonel Carrilho, trabalhador do Município de Marvão.

19 de janeiro de 2018

Eleição da Comissão Política Concelhia

Realizou-se na sexta-feira, dia 19 de Janeiro, em Santo António das Areias, a eleição da Comissão Politica Concelhia de Marvão do Partido Socialista. Este processo, decorreu em simultâneo nos concelhos de todo o país.

A Comissão Politica Concelhia é o órgão que define a nível municipal a estratégia política do partido e, no caso de Marvão, é composta por 17 militantes e pelos eleitos nas últimas autárquicas na listas do PS. Nos próximos dois anos esta Comissão será presidida por Jaime Miranda que encabeçou a lista única que foi levada ao sufrágio.



Após o encerramento das urnas a família socialista Marvanense reuniu-se no Restaurante Serrinha, em São Salvador da Aramenha, para assinalar a Restauração do Concelho de Marvão, que se comemora a 24 de Janeiro. Esta data, que durante anos foi Feriado Municipal, tem um significado muito especial para Marvão por assinalar a recuperação da autonomia administrativa e política do Concelho.

O evento contou com a participação de cerca de 80 militantes e simpatizantes, entre as quais o Presidente da Federação Distrital do PS de Portalegre e “nosso” Deputado, Luís Moreira Testa. Na ocasião interveio o Presidente da Assembleia Municipal, Jorge Marques, bem como os responsáveis do Partido e nos discursos emocionados, para além das referências obrigatórias à efeméride, foi enaltecido o trabalho realizado em prol do partido e do Concelho no mandato de Tiago Teotónio Pereira, que emocionado, recebeu dos presentes uma forte ovação de agradecimento. O presidente eleito da nova Comissão Politica Concelhia apelou à participação dos cidadãos na vida politica e manifestou a sua intenção de manter o rumo iniciado no anterior mandato, que devolveu à concelhia de Marvão do Partido Socialista o dinamismo, a alegria e os bons resultados que são indispensáveis para que esta geração de responsáveis ocupe o seu lugar na história da construção da democracia no concelho de Marvão.



5 de janeiro de 2018

Jantar de Confraternização

Jantar de Confraternização do Partido Socialista de Marvão. Dia 19 de janeiro, sexta-feira, pelas 20:30 no restaurante "O Serrinha" em São Salvador da Aramenha.

Contamos com a participação dos Marvanenses neste jantar que assinala uma data muito importante para o concelho de Marvão!



2 de janeiro de 2018

1.ª reunião de Câmara de 2018




Na 1.ª reunião de Câmara do 2018, os vereadores do Partido Socialista reafirmaram o compromisso com os Marvanenses e desejaram a todos um bom ano.

Nesta reunião os eleitos do PS propuseram alguns eventos e projectos que irão ter lugar durante o ano, a começar pelas comemorações da data evocativa da restauração do Concelho.